ESCOLA REGULAR EM TEMPO INTEGRAL: IMPLEMENTAÇÃO NA REDE PÚBLICA ESTADUAL CEARENSE

Jefrei Almeida Rocha, Rosendo Freitas de Amorin, Paulo Venicio Braga de Paula, Maria Cristiane Lopes da Silva, Edianne Dias Fernandes Rocha

Resumo


Em vários países, as propostas para a ampliação da jornada diária nas escolas nos remetem às reflexões sobre a concepção de educação e às possibilidades de aprendizagem criadas na escola com mais tempo para atividades curriculares. Nesse contexto, a Secretaria da Educação do Ceará iniciou a ampliação da jornada escolar para tempo integral em 2005 com uma escola de ensino regular e, a partir de 2008, o tempo integral ficou exclusivamente sendo implementado em escolas de educação profissionalizante. No entanto, em 2016, foram criadas vinte e seis escolas de ensino regular em tempo integral, com a perspectiva de aumento desse quantitativo ano a ano. Esta pesquisa realizou uma análise qualitativa do processo de implementação das escolas de tempo integral criadas em 2016, o caráter legal que fundamenta essa transformação, as principais dificuldades da implementação e as opiniões de sujeitos envolvidos no processo de gestão da proposta. Ao final do trabalho, constatou-se que a ampliação da jornada escolar, ou seja, a implantação de escolas de tempo integral, configura-se como uma ampliação de oportunidades e situações que promovam aprendizagens significativas e emancipadoras, bem como desenvolvem o protagonismo estudantil.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.